Hard fork do Ethereum, Istanbul

A SpectroCoin Apoiará o Próximo Hard Fork do Ethereum, Istanbul

Não há dúvidas de que o Ethereum mudou o mundo das criptomoedas de vez ao apresentar uma plataforma descentralizada baseada no blockchain, basicamente estabelecendo um modelo conceitual para a próxima geração de blockchain.

Embora o Ethereum desfrute da posição de plataforma dominante para aplicações descentralizadas e também como segunda criptomoeda em capitalização de mercado, a comunidade por trás do projeto continua a inovar. Chegou o dia de mais uma atualização da rede; o hard fork Istanbul está a caminho e estamos aqui para orientá-los sobre o que está por vir.

Caminhando em direção ao Ethereum 2.0

A rede já passou por 7 hard forks (melhorias e atualizações de seu protocolo central) e vai em direção ao 8º – Istanbul, com o qual o Ethereum se aproxima do Serenity ou Ethereum 2.0, normalmente considerado a iteração final no progresso da rede.

Tendo sido adiado por três vezes, o aguardado hard fork Istanbul deve ser iniciado no bloco 9069000, programado para 8 de dezembro de 2019. Os interessados podem acompanhar a contagem regressiva e a preparação para a atualização aqui. Para aqueles que não estão familiarizados com o termo hard fork, nós recomendamos nossa cobertura detalhada do Hard Fork Constantinople.

 

Trecho sobre o hard fork Istanbul

O hard fork Istanbul é uma grande atualização do blockchain de Ethereum que busca abordar escalabilidade, diminuir os custos de gás e alterar contratos inteligentes para uma funcionalidade mais criativa. Em resumo, tudo isso pretende tornar a rede mais barata e rápida, mas sem comprometer os princípios fundamentais da descentralização.

A principal preocupação envolvendo os últimos hard forks do Ethereum, contudo, é estabelecer as bases e finalmente realizar a transição do atual protocolo de consenso Prova de Trabalho (PoW) para o modelo Prova de Participação (PoS), ou seja, finalmente chegando no momento decisivo do Ethereum 2.0. Saiba mais sobre a diferença entre PoW e PoS aqui.

Então, não é inesperado que, inicialmente, a atualização da rede incluísse 38 Propostas de Melhoria do Ethereum (EIPs). Porém, em resposta à reação da comunidade do Ethereum, o número foi reduzido para 14 e finalmente dividido em duas partes, A primeira, chamada de Istanbul, contém seis das 14 propostas. A segunda, Berlin, é composta pelas outras oito e está programada para junho de 2020.

Quais EIPs estão incluídas no Hard Fork Istanbul

Conforme observado acima, apenas seis das 14 EIPs foram selecionadas para o hard fork Istanbul. A maioria delas diz respeito à escalabilidade e redução dos custos de gás. Abaixo está a lista de EIPs do Istanbul aceitas:

EIP-152 – Adiciona a pré-compilação F à função de compressão Blake2.
Basicamente, essa EIP deve aumentar a interoperabilidade entre Zcash e Ethereum.

EIP-1108 – Reduzir os custos de gás da pré-compilação alt_bn128.
Uma proposta universalmente aceita que tornará aplicações de privacidade como zk-SNARKs, AZTEC e Zether mais baratas de se utilizar no blockchain de Ethereum.

EIP-1344 – Adiciona o código de operação ChainID.
Essa EIP propõe o uso de chainID para monitorar contratos na cadeia de Ethereum em que estão localizados. Isso deverá ser benéfico ao lidar com assinaturas nos contratos inteligentes.

EIP-1884 – Reavaliação de preço para códigos de operação trie-size-dependent.
Provavelmente a EIP mais controversa do grupo. Em parte, porque essa EIP reavalia o preço de alguns opcodes que eram antes vistos como baratos. Mas, seu principal objetivo é prevenir ataques de spam que poderiam causar grandes atrasos no blockchain.

EIP-2028 – Redução dos custos de gás dos dados da transação.
Busca reduzir os custos de gás do Calldata dos atuais 68 por byte para 16 por byte. A principal vantagem dessa proposta é que uma largura de banda maior do Calldata deve melhorar a escalabilidade, já que mais dados caberão em um único bloco.

EIP-2200 – Medição líquida de gás para operações SSTORE.
Para reduzir gastos de gás excessivos, a EIP tem como objetivo alterar a forma como operações EVM SSTORE são medidas e cobradas.

Conclusão

Trecho sobre o hard fork Istanbul

O hard fork Istanbul é um passo ousado para a rede como um todo. Depois que todas as atualizações do protocolo forem implementadas, é esperado que o Ethereum fique consideravelmente mais rápido e eficiente e também melhore em termos de segurança.

Como a maioria das mudanças, o hard fork Istanbul pode não ser simples, mas é uma parte fundamental do projeto principal – a mudança para o Ethereum 2.0. A próxima etapa já está em curso com oito EIPs confirmadas – o hard fork Berlin deve incluir o controverso passo em direção ao ProgPoW, esperado para junho de 2020.

Além disso, note, por favor, que se você usa ou mantém seu Ether na SpectroCoin, não é necessário que você faça mais nada.

Caso você tenha mais perguntas sobre o hard fork Istanbul na SpectroCoin, entre em contato conosco via [email protected].